Arquivo da categoria ‘Exchange’

Como já detalhado no artigo Integrando o Outlook Web Access ao Communicator Web Access é possível integrar ao OWA as funcionalidades do CWA do OCS/Lync:

image

A diferença agora com o Exchange 2010 SP1 é que os passos de configuração que eram feitos diretamente no arquivo web.config agora são feitos através de comando powershell. Os ganhos disso é que agora é possível fazer a configuração uma única vez independente da quantidade de CAS que você tenha no ambiente, assim como a probabilidade de cometer erros de configuração é menos.

Então como fica o procedimento:

  1. Faça o download do Web Service Provider (CWAOWASSPMain.msi) clicando aqui.
  2. Após o download extraia o MSI e execute os arquivos nas seguintes ordens:
    • Install the vc_redistx64
    • Install UCMAredist.msi
    • Install CWAOWASSP.msi
  3. Baixe e instale a atualização UCMARedist.msp fazendo o download clicando aqui.
  4. Use o parâmetro InstantMessagingServerName para configurar o nome do servidor do OCS ou nome do pool que os servidores Exchange Server 2010 SP1 irão se comunicar.
    Set-OwaVirtualDirectory “owa (default web site)” –InstantMessagingServerName <ocs.contoso.com>
  5. Agora liste o certificado instalado no Exchange utilizando o comando abaixo.
    Get- ExchangeCertificate | fl services,thumbprint
    image
    Agora copie o valor do “Thumbprint” para utilizarmos no comando a seguir.
  6. Execute o comando abaixo para associar o “Thumbprint” ao diretório virtual do OWA.
    Set-OwaVirtualDirectory “owa (default web site)” –InstantMessagingCertificateThumbprint <8210E17393B6E81AD0B3A75DD9161ABE1A93B695>
  7. Agora iremos habilitar esta funcionalidade no OWA (por padrão fica desabilitado).
    Set-OwaVirtualDirectory “owa (default web site)” -InstantMessagingEnabled $True
  8. Por fim iremos dizer qual será o tipo de integração, no nosso caso “ocs”.
    Set-OwaVirtualDirectory “owa (default web site)” -InstantMessagingType ocs

Em alguns ambientes, você poderá aplicar as configurações para todos os diretórios virtuais/owa em seus servidores CAS do Exchange Server 2010 SP1 simultaneamente. Para isso basta executar o cmdlet Get-OwaVirtualDirectory e o cmdlet Set-OwaVirtualDirectory incluindo as sintaxes apropriadas conforme abaixo:

Get-OwaVirtualDirectory | Set-OwaVirtualDirectory -InstantMessagingServerName <OCS Pool FQDN> -InstantMessagingCertificateThumbprint <Thumbprint> -InstantMessagingEnabled $true -InstantMessagingType OCS

Lembre-se sempre reiniciar o IIS depois de fazer alterações a qualquer um dos parâmetros mencionados neste artigo. Para reiniciar o IIS execute o seguinte comando em um shell de comando:

iisreset /noforcee

[UPDATE LYNC]

Se você estiver configurando a integração do Outlook Web Access (OWA) com o Communicator Web Access (CWA) do Lync será necessário dois passos adicionais.

Executar estes comandos no Lync PowerShell:

Comando 1: New-CsTrustedApplicationPool –Identity <endereço do OWA> –Registrar <fqdn do pool> -Site 1 -RequiresReplication $false

Comando 2: New-CsTrustedApplication -ApplicationId OWACWA -TrustedApplicationPoolFqdn <endereço do OWA> -Port 23

 

Fonte: Exchange Team Blog

Anúncios

Um pouco atrasado porem em tempo, segue o link para download do “Exchange 2010 Mailbox Server Role Requirements Calculator”. Esta ferramenta nos ajuda e muito a fazermos um size do servidor Mailbox do Exchange 2010. Nela será feito uma série de perguntas e baseado nas resposta será mostrado o hardware e storage recomendado para seu ambiente.

Nesta nova versão os parâmetros já estão definidos para o Exchange 2010, isso quer dizer que a configuração de hardware e storage já estão de acordo com as melhores práticas do Exchange 2010.

http://msexchangeteam.com/archive/2009/11/09/453117.aspx

Ex2010

Uma das novidades do Exchange 2010 é a funcionalidade de MWI (Message Waiting Indicator) que permite que sistemas de PABX recebam um “sinal” do Exchange avisando que existe um novo recado na caixa postal, com isso o sistema de PABX é capaz de informar o usuário de alguma forma, normalmente acendendo uma luz ou tocando bips no aparelho.

image

Esta semana implementamos esta funcionalidade utilizando o Exchange 2010 com o Call Manager 7.1 e embora esta funcionalidade seja habilitada por padrão algumas alterações foram necessárias:

  • Como eu estava migrando de um Exchange 2007 a política do dialplan existente não deixava eu habilitar a funcionalidade de MWI.

image

  • Então eu simplesmente criei uma nova política a partir da console do Exchange 2010, esta já vem com o MWI habilitado por padrão.

image

  • E associei esta nova política aos usuários do ambiente.

image

  • Do lado do Call Manager também foi necessário fazer algumas alterações, estas estão descritas detalhadamente no blog do meu amigo João Paulo Wolf, mas basicamente é:

– Em System / Security Profile / SIP Trunk Security Profile: escolher o profile utilizado para o Trunk e marcar as opções "Accept Out-of-Dialog REFER” e “Accept Unsolicited Notification”, caso já não estejam.

– Em Device / Device Settings / SIP Profile: escolher o profile utilizado para o Trunk e marcar a opção “Stutter Message Waiting".

Exchange UM Test Phone

Publicado: 09/10/2009 em Exchange
Tags:

Se você está implementando o Exchange Unified Messaging ou está fazendo um troubleshooting desta funcionalidade, uma ferramenta que pode ajudar muito é o Exchange UM Test Phone (ExchangeUMTestPhone.exe).

Esta ferramenta simula um Soft fone onde você pode ligar para o Exchange e validar a configuração, além disso todos os passos desta “ligação” será mostrado pelo software.

Exchange UM Test Phone

Esta ferramenta pode ser executada tanto no Exchange quanto em um desktop, porem para isso será necessário copiar alguns arquivos do Exchange para o desktop. São eles:

  • <%windir%>assemblyGAC_32Microsoft.Collaboration.Media
    MediaVersionNumberMicrosoft.Collaboration.Media.dll
  • <%windir%>assemblyGAC_MSILMicrosoft.Collaboration
    CollaborationVersionNumberMicrosoft.Collaboration.dll
  • <%windir%>assemblyGAC_32SIPEPSSipsepsVersionNumberSIPEPS.dll
  • Exchange Serverbinexchmem.dll
  • Exchange Serverbinextrace.dll
  • Exchange ServerpublicMicrosoft.Exchange.Common.dll
  • Exchange ServerbinMicrosoft.Exchange.Data.Common.dll
  • Exchange ServerbinMicrosoft.Exchange.Diagnostics.dll
  • Exchange ServerbinMicrosoft.Exchange.Net.dll
  • Exchange ServerbinMicrosoft.Exchange.Rpc.dll
  • Exchange Serverbin ExchangeUMTestPhone.exe

A parte boa é que este trabalhão eu já tive e você não precisará ter. Basta você baixar um zip com todos estes arquivos clicando aqui e extrair os arquivos no desktop que você deseja executar a ferramenta.

Adicionalmente você pode aumentar o nível de log da role de UM. Para isso será necessário alterar a chave de registro abaixo.

HKEY_LOCAL_MACHINESystemCurrentControlSetServicesMSExchange UnifiedMessagingDiagnostics

Níveis de log disponíveis:

  • Expert = 7
  • High = 5
  • Medium = 3
  • Low = 1
  • Lowest = 0

Lembre-se que esta chave de registro deve ser alterada no servidor de UM e que após esta alteração o serviço deverá ser reinicializado. No event viewer você verá os logs que serão gerados.

Em um ambiente com Office Communications Server 2007 R2 e Exchange 2007 SP1 não tem porque não integrar as soluções e se ter a famosa Comunicação Unificada. Agora como uma coisa puxa a outra, se você já tem este ambiente integrado e já usufrui dos recursos de voice mail você já deve ter se perguntando. Porque não habilitar o recebimento de fax, já que isso é nativo da ferramenta?

É ai que vem a frustração! Se você já deu uma zapiada por aí, deve ter percebido que em muitos sites a resposta é taxativa, “OCS + Fax” não é possível. Mas nem tudo está perdido, a final somos brasileiros e não desistimos nunca :-).

E porque não é possível? Simplesmente porque o OCS não suporta o protocolo T.38 (fax). Ué Exchange e OCS são de empresas diferentes??

Bom então vamos a alternativa. Em um ambiente integrado, o fluxo da chamada ficará da seguinte forma:

PABX > Gateway > OCS > Exchange

capture2_6

Mas já vimos que se a chamada passar pelo OCS o protocolo T.38 será perdido, logo para habilitarmos o recebimento de fax, será necessário by-passar o OCS quando for uma chamada de fax. Desta forma, o fluxo da chamada ficará assim:

capture3_5

Ou seja, será necessário um número adicional para o fax, e no Gateway deverá conter uma regra que determina se a chamada está sendo destinada ao número ramal do usuário ou ao número de fax, e para cada caso encaminhar para o local correto. Quando for uma ligação para o número ramal do usuário, a chamada será encaminhada para o OCS e quando for para o número de fax será encaminhado para o Exchange.

Claro que você já se perguntou: – “Pera ai, preciso de dois números, um para o ramal e outro para receber fax?”

Sim, neste cenário sim, óbvio que não é a solução ideal, mas é uma alternativa. Entretanto existe uma solução mais interessante, que é utilizar gateways que identificam o tipo da chamada antes de encaminhar para o destino final, logo o GW consegue identificar se é uma chamada de fax (T.38) ou se é uma chamada de voz, e então ele encaminha para o destino correto.

Obs.: Na imagem vemos que existem dois gateways, porem é somente para melhor ilustrar, pois o mesmo GW poderia ter sido utilizado com regras de roteamento diferentes.

Corra, são vagas limitadas!

Estão abertas as inscrições para participar da prova de certificação do Exchange 2010 que te habilitará a certificação “MCTS: Microsoft Exchange Server 2010, Configuration”, o código da prova é “71-662: TS: Microsoft Exchange Server 2010, Configuring”, por se tratar de uma prova Beta a inscrição é gratuita e o número de questões é muito maior que o padrão, além disso, muitas delas não são consideradas, entretanto se você for aprovado a certificação é válida assim como na prova final.

Para se registrar clique aqui e utilize o código promocional E14J.

Fonte: BetaExams

Depois do Office Communication Server Remote Connectivity Test também está disponível o Exchange Server Remote Connectivity Analyser.

Assim como a ferramenta do OCS a idéia é ajudar na resolução de problemas relacionados a implementação do acesso externo aos recursos do Exchange, tais como ActiveSync, AnyWhere Access, recebimento de e-mails, etc. A ferramenta até o momento está na versão beta, mas já pode ser testada clicando aqui.

ExRCA Logo